Madrugada insone

Quando o relógio marcou 3h, eu acordei. Meus olhos simplesmente se abriram num despertar inesperado e indesejado, e se recusaram a fechar novamente. Girei na cama, em torno de mim mesma, e tentei acalmar minha mente e coração… tentei adormecer novamente. Sentada na cama, com o relógio marcando 3h15min, tentei calar as agonias e ouvir … More Madrugada insone

Humanidade perdida

Num desses dias em que voltava pra casa à noite e distraída, fui abordada por uma mulher, moradora de rua do centro de Florianópolis. Eu continuei andando com os passos firmes e estava prestes a mudar o caminho quando a ouvi dizer, quase em prantos: – Eu só queria um abraço. Respirei fundo, voltei e … More Humanidade perdida

Saudade

De quem foi embora, ou de tempos que deixaram de ser. Da infância, das brincadeiras, dos amiguinhos e das redes balançando numa tarde de sábado no clube. Do almoço de domingo em família, na casa da avó; do primeiro bichinho de estimação; da emoção que foi ver o mar pela primeira vez. Do primeiro romance … More Saudade